Escolha uma Página

O Filme “Meu Pai” está atraindo a atenção de famílias no mundo todo, por retratar situações do cotidiano de pacientes idosos com Alzheimer.

O filme, é um dos candidatos ao Oscar, em nada menos que 6 categorias. Na trama, Anthony Hopkins vive um personagem que tem seu nome e sua idade, e momentos da sua jornada na demência. O diretor Florian Zeller conduz a narrativa sob o ponto de vista do idoso, o que torna o filme ainda mais perturbador: com sintomas da Doença de Alzheimer, ele imagina pessoas que querem tomar seu apartamento, faz acusações sobre o sumiço do relógio e do quadro que emoldurava a lareira, e se envolve em embates sucessivos com a filha, interpretada por Olivia Colman.

Segundo especialistas, há estratégias para lidar com o tipo de comportamento representado no filme. Para saber sobre elas, leia este artigo publicado no G1, ou o artigo, em inglês que dá nove dicas para reduzir a raiva em pacientes com demência, neste  link.